Postais da Madeira: 11. Madeira - Harbour of Funchal

É um cais pequeno mas de enorme importância. Nele, indistintas personagens amontoam-se para desembarcar ou então fazerem-se de novo ao mar num dos muitos vapores que abordam a cidade.


À indiferença das crianças juntam-se os negociantes, os curiosos do costume e as senhoras e senhores que ali encontram poiso para a conversa. Chapéus e mais chapéus, muita gente com algo à cabeça, mulheres de saia comprida e homens de bordão na mão.

O céu está carregado de núvens mas não se antevê borrasca. Uma lua imensa é o centro das atenções mas não se pode confiar no que se vê.

A clareza com que se define o mar, as pessoas, os barcos, os bancos e outros detalhes diz-nos que este postal nasceu de uma foto tirada durante o dia. Ao ser produzido, o ardiloso artista coloriu tudo à sua maneira e deu-nos este cenário nocturno. Fica no entanto um postal diferente e deveras interessante, numa altura em que uma fotografia tirada com sucesso a objectos longínquos e pouco iluminados seria algo pouco provável.

As poucas cores, que tão bem contrastam, os diversos planos que compõe a imagem e a coragem do artista faz com que esta pitoresca imagem do Funchal seja ainda mais fascinante.

Agora, o cais está maior e mais protegido das grandes ondas, mas nele já ninguém desembarca. Hoje não entram nem saem por aqui os turistas bem como as mercadorias que davam mais vida à vida na ilha.

A sua função e destaque perdeu-se no tempo mas a sua beleza e importância histórica permanecem.


Inscrições:11. Madeira - Harbour of Funchal Ref:0004Entr:01 2017
Editor:Coelho, Irmãos ?11.Tipo:Policr.
Medidas:9,2 cm x 14 cmCirc:NãoCond:3
Costas:Em branco. Union Postale Universelle. Carte Postale. Bilhete Postal. Impressão torta.
Notas:Corte Superior irregular.


0 comentários a "Postais da Madeira: 11. Madeira - Harbour of Funchal"

Procurar neste site

Este site

Os melhores percursos pedestres da Madeira. Percorra as levadas e veredas que valem a pena. Saiba o que deve ter em conta e parta à aventura. Aprecie.

"Um dia os homens deixarão os aviões, os transatlânticos, os comboios de alta velocidade, os automóveis para regressar aos caminhos do bosque."

José Tolentino de Mendonça

Redes sociais

Siga-nos no Instagram e no Facebook.

Victor Sousa

Seguir por e-mail.

Artigos mais populares

: