Postais da Madeira: 40. Madeira - Tree with Habitation

Esta árvore, este portentoso monumento natural que se vê sem legendas, é um castanheiro! Provavelmente o castanheiro mais famoso que alguma vez existiu na Madeira mas também o mais ignorado.

Agora, ele não é mais que uma memória, mas a sua existência foi pretexto de visitas e romarias ao Campanário, na Ribeira Brava, bem como motivo de celebração em postais como o que se vê na imagem, produzido em cerca de 1930.



A História dos castanheiros na ilha é muito mais antiga do que a que se possa supor, pois, e segundo um artigo publicado na Revista “Girão” do primeiro semestre de 2007, há alusões à plantação de castanheiros já desde o século XVI. 

A sua função primordial era a de providenciar o seu fruto como alimento, a sua madeira para a construção, as suas raízes como apoio à retenção de terras, bem como de servir de balseira no sustentáculo dos vinhedos, ou seja, era plantada junto às vinhas, para que as videiras pudessem crescer, subindo a árvore. Evitava-se assim nesta forma primitiva a necessidade de colocação de estacas.

Poderemos voltar a este relevante artigo numa ocasião posterior mas para já vamos olhar com mais atenção e contemplar este magnífico exemplar.

A enorme base do tronco com a sua mancha branca indica que este estaria já na sua fase final de vida. Os nervos da base já adaptados à moldura da porta denunciam que esta teria já sido colocada há já muitos anos.

A árvore está doente e esta intervenção deixou as suas marcas mas, a julgar pelo perímetro do tronco da mesma, diria que a causa principal é a sua simples velhice. Só olhando algumas imagens em que há pessoas colocadas junto a este castanheiro vemos a real dimensão do mesmo, oito homens de mão dada poderiam não chegar para dar uma volta completa.


Inscrições:40. Madeira - Tree with HabitationRef:0034Entr:04 2018
Editor:Coelho, Irmãos ?11.Tipo:Policr.
Medidas:9,4 cm x 14,3 cmCirc:NãoCond:3
Costas:Em branco. Union Postale Universelle. Carte Postale. Bilhete Postal. 
Notas:Mau corte frontal.


Ainda há alguns ramos com folhagem mas não é de crer que ainda fosse capaz de produzir frutos. Alguns cortes a direito são sinal de que outrora fora podada e cuidada. Agora, não passa de uma lembrança de um velho castanheiro de cabelos grisalhos e de braços secos sem função. Um ramo partido em forma de cotovelo parece denunciar o caso sem remédio, e apesar da sua aparente rigidez, já se encontra a descansar no chão.

As mães mais descuidadas cantariam “Castanha a vir, ouriço a rir, é o inverno que está a vir.”


Postais da Madeira: 11. Madeira - Harbour of Funchal

É um cais pequeno mas de enorme importância. Nele, indistintas personagens amontoam-se para desembarcar ou então fazerem-se de novo ao mar num dos muitos vapores que abordam a cidade.


À indiferença das crianças juntam-se os negociantes, os curiosos do costume e as senhoras e senhores que ali encontram poiso para a conversa. Chapéus e mais chapéus, muita gente com algo à cabeça, mulheres de saia comprida e homens de bordão na mão.

O céu está carregado de núvens mas não se antevê borrasca. Uma lua imensa é o centro das atenções mas não se pode confiar no que se vê.

A clareza com que se define o mar, as pessoas, os barcos, os bancos e outros detalhes diz-nos que este postal nasceu de uma foto tirada durante o dia. Ao ser produzido, o ardiloso artista coloriu tudo à sua maneira e deu-nos este cenário nocturno. Fica no entanto um postal diferente e deveras interessante, numa altura em que uma fotografia tirada com sucesso a objectos longínquos e pouco iluminados seria algo pouco provável.

As poucas cores, que tão bem contrastam, os diversos planos que compõe a imagem e a coragem do artista faz com que esta pitoresca imagem do Funchal seja ainda mais fascinante.

Agora, o cais está maior e mais protegido das grandes ondas, mas nele já ninguém desembarca. Hoje não entram nem saem por aqui os turistas bem como as mercadorias que davam mais vida à vida na ilha.

A sua função e destaque perdeu-se no tempo mas a sua beleza e importância histórica permanecem.


Inscrições:11. Madeira - Harbour of Funchal Ref:0004Entr:01 2017
Editor:Coelho, Irmãos ?11.Tipo:Policr.
Medidas:9,2 cm x 14 cmCirc:NãoCond:3
Costas:Em branco. Union Postale Universelle. Carte Postale. Bilhete Postal. Impressão torta.
Notas:Corte Superior irregular.


Procurar neste site

Este site

Os melhores percursos pedestres da Madeira. Percorra as levadas e veredas que valem a pena. Saiba o que deve ter em conta e parta à aventura. Aprecie.

"Um dia os homens deixarão os aviões, os transatlânticos, os comboios de alta velocidade, os automóveis para regressar aos caminhos do bosque."

José Tolentino de Mendonça

Redes sociais

Siga-nos no Instagram e no Facebook.

Victor Sousa

Seguir por e-mail.

Artigos mais populares

: